cqe
 
 

 

Projetos em curso


1. Inibidores de metalo-enzimas para o combate do cancro

Aproximadamente um terço das enzimas conhecidas contêm um ião metálico na sua constituição, que pode actuar como co-factor catalítico ou como estabilizador estrutural, sendo então designadas de "metalo-enzimas". Duas famílias de metalo-enzimas, as metalo-proteinases de matriz (MMPs) e as anidrases carbónicas (CAs), estão envolvidas em processos do desenvolvimento e propagação dos tumores, e são por isso alvos de estudo.
O nosso objectivo é reduzir selectivamente a actividade destas enzimas e assim parar a progressão dos tumores, e para isso procuramos desenvolver inibidores específicos destas metalo-enzimas. O recurso a ferramentas computacionais que ajudem a prever as propriedades e interacção de novas moléculas com as enzimas (designadas por modelação molecular) é aqui fundamental, sendo uma ferramenta muito usada para o design molecular de novos potenciais fármacos contra o cancro. Estes são posteriormente sintetizados no nosso laboratório, e testados com os alvos biológicos pelos nossos colaboradores, nacionais e internacionais.

É esperado o desenvolvimento de novos compostos de baixo peso molecular (chamadas “moléculas pequenas”), que apresentem elevada actividade inibitória (valores de IC50 na gama nano- ou sub-nano-molar) perante as MMPs e/ou CAs envolvidas nos processos cancerígenos, procurando evitar a inibição de outras metalo-enzimas não envolvidas no cancro.
Atingindo os objectivos deste projecto, esperamos contribuir para o desenvolvimento de uma nova geração de fármacos mais direccionados para as causas da patologia em causa, sendo assim capazes de evitar alguns efeitos secundários sempre observados nos tratamentos de quimioterapia até hoje conhecidos.

Entidades envolvidas: CQE-IST; Faculdade de Farmácia da Universidade de Pisa (Itália).

 

2. Novos agentes terapêuticos contra a doença de Alzheimer

A doença de Alzheimer (AD) é uma disfunção mental com múltiplos factores; é a causa mais comum de demência entre idosos e a quarta causa de morte no mundo ocidental. Apesar do seu centésimo aniversário desde que foi inicialmente descrita, e dos esforços dos químicos medicinais para encontrar terapias eficazes para combater esta doença devastadora, até à data existem apenas medicamentos paliativos em uso clínico. Graças a uma uma nova ideologia emergente nesta área, que defende a actuação em vários dos alvos biológicos que parecem contribuir simultânea e cumulativamente para a doença, este projecto visa o desenvolvimento de inibidores multi-direccionais para vários destas enzimas. Estas são, por exemplo, a acetilcolina-esterase (AChE), a β-secretase (BACE1) e a γ-secretase. Usando ferramentas de modelação molecular, procuramos desenvolver inibidores capazes de bloquear eficaz e simultâneamente a acção de vários destes alvos no cérebro, e assim parar a progressão, e eventualmente inverter, os sintomas da AD.

Atingindo os objectivos do projecto, esperamos desenvolver uma nova geração de compostos modificadores da doença, de tipo multi-alvo, capazes de bloquear simultâneamente diversos eventos envolvidos na patogénese da AD, e por isso serem mais eficazes no tratamento ou possível cura desta doença.

Esperamos, desta forma, dar um contributo para o desenvolvimento da futura terapia para uma estabilização e definitiva cura desta devastadora doença que, directa ou indirectamente, pode afectar todos nós.

Entidades envolvidas: CQE-IST; Faculdade de Farmácia da Universidade de Bolonha (Itália); Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

 

Copyright © 2012 by Sérgio M. Marques